TODAS AS NOTÍCIAS

05 Out de 2021, 3 semanas atrás . - por Rafael Guerra

Após atuação da Defensoria Pública, Hospital Estadual de Santana volta a realizar exames

Exames de ecocardiograma e raio-x já estão ocorrendo na UTI neonatal doo hospital.

Após atuação da Defensoria Pública, Hospital Estadual de Santana volta a realizar exames

 

Em atuação extrajudicial da Defensoria Pública do Estado do Amapá (DPE-AP), foi viabilizado o retorno dos exames de ecocardiograma e raio-x na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal do Hospital Estadual de Santana (HES). Os testes do pezinho e da orelhinha também devem voltar assim que os equipamentos que já existem passarem por manutenção e técnicos forem capacitados para operá-los.

Segundo o defensor público Eduardo dos Anjos, após visita ao HES foram identificadas algumas demandas que precisavam de respostas rápidas.

“Fomos informados de que o hospital não estava ofertando os referidos exames e fizemos uma visita à unidade para verificar concretamente o que estava acontecendo e conversar com os profissionais e usuários do serviço”, explicou.

Na ocasião, os defensores públicos identificaram que a falta de exames essenciais, como ecocardiograma, raio-x e os teste do pezinho e orelhinha inviabilizavam a assistência médica integral. Além disso, o Hospital Estadual de Santana precisa de reparos nos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal, aumento do número de leitos de ressuscitação e o mínimo para a acomodação das parturientes e seus acompanhantes, para assegurar o respeito à dignidade humana dessas mulheres, crianças e seus familiares.

Após a visita, a 1ª Defensoria Pública Especializada em Infância e Juventude de Santana e a 2ª Defensoria Pública Cível de Santana reuniram com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) e direção da unidade hospitalar. Também estavam presentes os representantes da Vara da Infância de Santana e Promotoria da Infância em Santana.

“Apresentamos as demandas e os responsáveis se comprometeram a sanar as deficiências. Até o momento, os exames de ecocardiograma e raio-x voltaram e já iniciaram as tratativas para as demais necessidades”, finalizou o defensor público.

A DPE-AP, como instituição integrante do Sistema de Justiça na promoção e garantia dos direitos das crianças e dos adolescentes, segue acompanhado o caso para garantir que todas as demandas sejam efetivadas pelo Poder Público.