Defensoria Pública realiza ações simultâneas em Santana e Pedra Branca

Entrega de certidões de nascimento e mutirão em terreiro foram as atividades desenvolvidas.

Por Ingra Tadaiesky
31 Out de 2023, 4 meses atrás
Defensoria Pública realiza ações simultâneas em Santana e Pedra Branca

 

A Defensoria Pública do Amapá (DPE-AP) não para, e no último sábado, 28, realizou três ações simultâneas, duas em Santana e uma em Pedra Branca. Os religiosos do terreiro N’zo de N’gunzo N’kossy Mavambo receberam atendimento jurídico gratuito e, ao mesmo tempo, na sede de Santana, foram entregues as certidões de nascimento de 130 assistidos. Em Pedra Branca, a Defensoria Pública também atendeu a população na ação “TCE na Comunidade”.

O atendimento no terreiro fez parte da ação “Saúde nos Terreiros” promovida pela Prefeitura de Santana com o objetivo de dar maior assistência para a comunidade de religião de matriz africana do município, bem como conscientizar sobre a intolerância religiosa. Na ocasião, a Defensoria atendeu 49 assistidos no local.

Na sede de Santana, os assistidos que haviam solicitado a segunda via dos seus registros de nascimento nos mutirões realizados anteriormente no município, puderam ter, enfim, a documentação em mãos.

“A partir de hoje, essas pessoas assistidas pela Defensoria Pública vão poder ter uma vida mais digna e vão poder exercer todos aqueles direitos que exigem a apresentação dos seus documentos”, falou o defensor público Roberto Coutinho, do Núcleo Cível e Família de Santana.

Em Pedra Branca, a DPE-AP também esteve presente na ação do Tribunal de Contas do Estado do Amapá, “TCE na comunidade”, que teve o objetivo de facilitar o acesso à serviços e direitos para a população. Durante a ação, 44 pessoas foram atendidas.

As ações simultâneas, em um dia que a Defensoria não prevê atendimentos nas sedes, são uma forma de estar cada vez mais próximo da população mais vulnerável do estado, que não consegue ir até uma das sedes para acessar seus direitos.

A santanense Maria Crediane foi uma das assistidas que conseguiu ter acesso a segunda via da sua Certidão de Nascimento no sábado. “Antes era muito difícil de conseguir essa segunda via, mas hoje não, graças à Defensoria foi bem rápido”, comemorou a assistida.

Para o defensor público-geral, José Rodrigues, a qualidade e celeridade do serviço da Defensoria Pública se deve ao comprometimento da instituição com a resolução das demandas dos assistidos.

“Nós não paramos nunca. O desejo da Defensoria é entregar o melhor serviço possível à população e, para que possamos fazer isso, temos que trabalhar aos sábados, domingos, estarmos em todos os momentos próximos dos nossos assistidos. É a dedicação da Defensoria que faz com que estejamos aqui hoje”, explicou o defensor público-geral, José Rodrigues.